Inspiração Influx by Evelise Toporoski

Saiba tudo sobre como fazer intercâmbio no Canadá

canada.jpg

Se você tem o sonho de fazer um intercâmbio no Canadá, a preparação e o planejamento começa aqui no Brasil. Além de ter um bom conhecimento da língua inglesa ou francesa (dependendo do lugar onde deseja ir), comece a organizar algumas coisas como:

Busca pela agência de viagens

Pesquise quais agências oferecem intercâmbio para o Canadá, dê preferência às empresas que tenham mais experiência e tempo de mercado. Busque recomendações de pessoas que já utilizaram o serviço da agência para conhecer os pontos positivos e negativos que podem aparecer. Também é importante entender para qual escola elas oferecem a oportunidade de estudo - e se é realmente o que você deseja.

Algumas agências que tenham mais expertise vão analisar seu perfil, preferências e orçamento disponível para lhe indicar algumas opções de cidade, escolas e cursos que mais tenham a ver com você.

Analise todas as opções sem compromisso, faça todas as perguntas que surgirem. Pense e analise bem cada detalhe para fazer a escolha da cidade e local de estudo.

Para garantir a sua vaga, as escolas canadenses pedem para que seja feito o pagamento de pelo menos 25% do curso mais a taxa de matrícula para depois enviar uma carta para casa do aluno avisando que ele foi aceito. Esta carta é essencial para que o aluno consiga concluir a próxima etapa: tirar o visto.

Faça o download do guia "Tudo sobre Intercâmbio". É grátis! 

Visto para o Canadá

Assim como para outros países, existem vários tipos de visto para o Canadá, dependendo da sua intenção ao visitar o país: seja para estudo, trabalho ou turismo.

O visto de estudante é concedido para quem vai passar um período maior de seis meses de estudo, para intercâmbios de menor duração o mais indicado é o visto de residente temporário.

Você pode contar com um despachante para reunir seus documentos e levar até o consulado. É a forma mais prática, caso você não tenha domínio de inglês ou resida longe de São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília, onde estão localizados os Centros de Requerimento do Visto do Canadá (VAC). Por outro lado, você precisará pagar por este serviço, que acaba encarecendo um pouco mais a sua viagem.

Quem deseja fazer o processo por conta própria e mora nas cidades citadas acima, pode reunir os documentos, pagar as taxas do visto, levar até o VAC e aguardar o resultado.

Quem mora em outras cidades, pode fazer a solicitação do visto on-line. Após responder algumas perguntas, você recebe um número de protocolo, envia sua documentação e aguarda a aprovação. Caso consiga, o consulado entra em contato solicitando seu passaporte para a validação final.

Seja qual for a forma escolhida para tirar o visto, estes são os documentos que você vai precisar apresentar:

  • Passaporte dentro do prazo de validade, contando inclusive para o tempo que você estará fora;
  • Passaportes anteriores (se tiver);
  • Preencher, assinar e enviar os formulários Residente Temporário (IMM 5257) e Questionário de Informações Adicionais (IMM 5645). Mais informações aqui;
  • Duas fotos 3 x 4 recentes coloridas, com fundo branco, sem óculos e sem sombra;
  • Cópia da Declaração de Imposto de Renda completo e do recibo de entrega (protocolo);
  • Cópia do extrato bancário (últimos 3 meses);
  • Cópia dos três últimos holerites.

Documentos adicionais para estudantes:

  • Cópia de toda documentação de quem está pagando a viagem e comprovante de escolaridade;
  • Se for menor de idade, autorização de viagem dos pais com firma reconhecida;
  • Vistos Estudo até seis meses: além de todos documentos citados acima, incluir também a carta de aceitação da escola (conhecido em inglês como LOA – Letter of Acceptance);
  • Vistos Estudo para mais de seis meses: considerar os documentos acima, mais o Formulário de Permissão de Estudo, anexar carta original de aceitação da escola canadense e o laudo do exame médico realizado com um profissional credenciado pelo consulado canadense;
  • Estudantes que vão para Quebec precisam de aprovação do CAQ – Certificado de Aceitação de Quebec. Essa exigência vale para cursos do ensino fundamental, médio e superior.

Para qualquer informação adicional, entre em contato com o setor de vistos e imigração do Consulado canadense:

Tel: (11) 5509-4343 ou Fax:(11) 5509-4262
Endereço: Av. das Nações Unidas, 12901, 16. andar – Brooklin
Centro Empresarial Nações Unidas – Torre Norte
São Paulo – SP – Brasil
CEP 04578-000

Download ebook grátis sobre intercâmbioPassagem aérea

A maneira melhor maneira de chegar até o Canadá é partindo do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, até o aeroporto de Leaster B. Pearson, em Toronto.

Um voo direto entre o Brasil e o Canadá leva, em média, 10 horas e meia. Se comprar uma passagem com um voo que terá uma parada, o deslocamento pode chegar a durar até 25 horas, dependendo do tempo em que o passageiro precisa esperar para a conexão. As opções mais baratas, mas com duas ou mais conexões podem fazer a sua viagem durar até 36 horas.

Então, analise todos estes detalhes antes de embarcar e fique atento aos horários para não perder qualquer conexão, caso necessite fazer alguma.

Dinheiro e câmbio

A moeda oficial do país é o dólar canadense. No Brasil, você pode juntar seu dinheiro em real e trocar em uma casa de câmbio aqui mesmo por dólar americano. Em todos os aeroportos do Canadá existem casas de câmbio em que rapidamente você troca seu dinheiro pela moeda local.

Além de dinheiro, uma boa opção é levar um cartão de crédito internacional para suas compras, já planejando seus gastos para não estourar seu limite e ficar sem grana em um país estrangeiro. Lembre-se também das taxas que o banco vai cobrar na próxima fatura, considerando as operações internacionais.

Também entre em contato com sua operadora de cartão avisando que vai viajar. Por medida de segurança, grande parte dos cartões precisam ser desbloqueados para compras fora do país, mesmo sendo internacionais.

Outra opção é levar o Travel Check, uma espécie de cheque para usar fora do Brasil e aceito em alguns estabelecimentos. Eles também podem ser trocados em casas de câmbio pela moeda local, perdendo um pouco do valor quando é realizada a troca. O maior benefício é a segurança que você tem por andar com os cheques: caso perca ou seja roubado pode ser ressarcido, se avisar assim que perceber a falta deles e seguir as instruções da instituição financeira que disponibilizou o Travel Check.

Depois que você passou por todas estas etapas e já está de viagem marcada, é hora de pesquisar sobre o local que você vai ficar, conhecer detalhes do clima e dos pontos turísticos que você vai curtir muito em breve.

Clima

canada-clima-inverno.jpgAs estações do ano no Canadá têm suas características bem definidas. No inverno, por exemplo, pode chegar a -30ºC; enquanto no verão pode fazer 35ºC. Uma variação e tanto!

A parte da Colúmbia Britânica, onde fica Vancouver e Vitória, o clima é mais temperado graças às correntes de ar quente que vêm do Pacífico. Na região central do país, onde ficam as montanhas rochosas, o inverno é mais rigoroso. Na região dos grandes lagos, a temperatura média é de 20ºC, principalmente na primavera e outono.

Para quem gosta de frio e quer ver muita neve, o ideal é ir nos meses de janeiro e fevereiro para o Canadá. Em março e abril os meses são mais chuvosos e têm poucos dias de neve, e é a época menos favorável para passeios, pois mesmo nesses meses a temperatura não passa dos 10ºC.

Em maio, começa a esquentar um pouco e a primavera aparecer. Em junho é uma época muito favorável para visitar o país com uma temperatura agradável, mais ou menos como estamos acostumados no Brasil, com temperatura perto dos 20ºC.

Em julho e agosto, você vai pegar o ápice do verão canadense, com muito calor durante o dia e aquela chuva de verão no fim da tarde para refrescar. Outro ponto positivo é que nesta época anoitece mais tarde, perto das 9 horas da noite. Ou seja, você tem mais tempo para aproveitar a cidade e conhecer os pontos turísticos.

Nos meses de setembro e outubro ainda predominam os dias quentes, mas já aumenta o volume de chuva e as ondas de frio – é o outono dando as caras! Para quem quer curtir um friozinho, que não seja aquela neve avassaladora, pode vir nesta época do ano e ver as famosas folhas amarelas caindo das árvores.

Em novembro e dezembro o inverno rigoroso volta, com muitos dias de neve. Por outro lado, é apenas nessa época que você vai poder aproveitar a magia das comemorações de Thanksgiving e de Natal.

Para mais detalhes sobre o clima, o que você vai encontrar em cada época e até o que vestir, você encontrar no relato de brasileiros que vivem por lá, como no Gaby no Canadá e Nikix.

Agora que você já conhece o clima do país, conheça um pouco mais sobre as cidades preferidas dos brasileiros para treinar o inglês: Vancouver e Toronto.

Vancouver

canada-vancouver.jpgA cidade é a terceira maior do país e fica na costa do pacífico, à beira-mar. As belas paisagens naturais podem ser desfrutadas nos parques, praias e outros locais que recebem muitos turistas.

Além de oferecer lazer, também há muito desenvolvimento econômico na cidade, já que é um dos grandes centros industriais, comerciais e financeiros do país. A cidade tem o primeiro porto da América do Norte no Oceano Pacífico, tornando uma importante rota comercial e atraindo imigrantes asiáticos, tanto que o bairro Chinatown nasceu graças à eles. Na década de 1970 foi tombado como área história e o local atualmente é uma rota turística.

Entre os bairros que se destacam estão o Gastown, com restaurantes, lojas e cafés. A Robson Street é o melhor lugar para quem quer fazer compras. Quem deseja conhecer vários pontos da cidade, vale à pena fazer um passeio de seabus, uma balsa rápida que conecta o centro ao norte de Vancouver em cerca de 15 minutos.

Toronto

canada-toronto.jpgEsta é a maior e principal cidade do país. Com 5 milhões de habitantes, de todas as partes do mundo, é considerada a cidade mais multicultural do mundo pelas Nações Unidas. A cidade é referência em transporte público, arquitetura, e em eventos culturais. Toronto tem uma grande estrutura de hotéis preparada para atender visitantes do mundo todo.

Entre os pontos turísticos preferidos estão a famosa CN Tower, que tem mais de 500 metros de altura, City Hall e a Art Gallery of Ontário, que guarda uma das maiores coleções de arte e escultura moderna do Canadá. Há também a Casa Loma, um castelo de 98 quartos construído em dos pontos mais altos da cidade.

Não tem como ir ao Canadá sem aproveitar para conhecer o esporte preferido o país: o hóquei. Além de assistir a uma partida do esporte, você também pode conhecer o museu da fama do hóquei em Toronto para ficar por dentro da história do esporte preferido do país.

Curiosidades

Conheça as principais diferenças culturais que os brasileiros precisam se adaptar no Canadá:

  • Tire os sapatos ao entrar em qualquer residência, este é um costume muito comum no país. Lembre-se de usar meias novas sempre!
  • Não precisa fazer sinal para o ônibus parar, ele vai parar no ponto ao avistar um passageiro. Outra curiosidade é que o próprio passageiro aciona a abertura da porta quando quer descer.
  • Eles costumam cumprimentar-se com aperto de mão, e não com beijo e abraço como fazemos no Brasil.
  • Se atravessar fora da faixa de pedestres, mesmo que esteja sem carros na rua, você pode ser multado!

 

Conheça também outros ótimos destinos para intercâmbio:

 

 

Comentários