Inspiração Influx by Evelise Toporoski

Saiba tudo sobre como fazer intercâmbio na Inglaterra

inglaterra.png

A Inglaterra é um dos destinos mais desejados pelos estudantes brasileiros para praticar inglês. De acordo com o departamento de imigração do Reino Unido, o Brasil é o segundo país que mais envia estudantes à Inglaterra, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Muitos são atraídos pelos seus pontos turísticos, seu misto de tradições e modernidade, e para aprender o verdadeiro inglês britânico. Para realizar o sonho de conhecer a terra da rainha, você precisa começar a se planejar com antecedência, antes mesmo de sair do Brasil.

Faça o download do guia "Tudo sobre Intercâmbio". É grátis!

O primeiro passo é ter bem definido qual será o motivo de sua viagem. Se o plano é estudar, busque agências de intercâmbio que tenham convênio com instituições de ensino locais. É possível, por exemplo, cursar todo o ensino médio em uma escola britânica, fazer uma faculdade ou até mesmo cursos de alguns meses para aprimorar o inglês.

Depois de decidir o objetivo do seu intercâmbio, prepare-se para organizar as documentações do visto e aproveitar o que de melhor a Inglaterra tem a oferecer!

Visto e Precauções

O visto de turista ou de estudos com período menor a 6 meses para entrar na Inglaterra só são concedidos quando você chega no aeroporto. Para vistos de estudo superiores a 6 meses é preciso solicitá-lo antes de sair do Brasil.

Na imigração, você será entrevistado para saber o motivo da viagem e verificar a documentação necessária de acordo com seu plano de visita no país. Se o seu objetivo for o de estudos por menos de 6 meses ou turismo, aqui são os documentos solicitados na imigração:

  • Passaporte com mais de 6 meses de validade;
  • Passagem de retorno ao Brasil;
  • Carta convite ou Carta da Instituição de Ensino;
  • Comprovante de acomodação;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de vínculos com o Brasil (carro, casa ou outros bens em seu nome).

Uma dica é guardar estes documentos na bagagem de mão, pois se deixar os documentos na bagagem despachada você só terá acesso à eles após a passagem pela imigração.

É importante também comprovar que você está levando alguma reserva de dinheiro. O ideal é que se tenha em torno de 75 libras esterlinas por dia que você pretende ficar. O valor não precisa ser em espécie, pode ser em conta corrente internacional ou em cartão Travel Money, uma espécie de cartão pré-pago. Para comprovar, tenha um extrato de sua conta para apresentar ao agente.

A decisão sobre o visto é totalmente do agente da imigração, que por meio das perguntas e da sua papelada vai entender se você pode receber o visto ou não, e se será um visto de turista ou estudante. Não há possibilidade de trocar o tipo de visto na Inglaterra. Para mudar o visto de turista para estudante, você precisa retornar ao Brasil para fazer o requerimento.

inglaterra-stonehenge.jpgO visto de turista é válido por 6 meses. Se ficar por todo este tempo no país e quiser voltar para Inglaterra depois, deverá esperar 1 ano para isso. Se ficar por menos tempo, então poderá retornar dentro de alguns meses.

Um detalhe importante ao viajar para o Reino Unido é guardar o bilhete do avião para comprovar o dia em que você chegou no país. Como a imigração não costuma carimbar os passaportes, seu bilhete será a prova de quanto tempo você está no país e que seu visto não expirou.

Toda vez que você desejar voltar a Inglaterra, precisará passar pela imigração para reaver seu visto. Se você pretende ficar por mais de seis meses e quiser o visto de estudante, é necessário prever isso antes de ir para a Inglaterra.

Você precisa ir até o Consulado Britânico no Brasil para solicitar esta extensão, além de comprovar a aceitação na instituição de ensino britânica. Neste momento você também vai precisar pagar uma taxa para poder utilizar o serviço de saúde britânico (Health Surcharge), que custa 200 libras para um ano e estudantes pagam 150 libras.

Para conseguir o visto de estudante, o aluno deve estar matriculado em um curso de tempo integral. Esses são os tipos de visto de estudante:

  • Estudante por ponto tier 4;
  • Estudante visitante até 6 messes;
  • Estudantes visitantes até 11 meses;
  • Estes tipos de visto não permitem que o imigrante trabalhe no país. 

Estudar na Inglaterra

Você pode aprimorar seu inglês, fazer cursos técnicos, graduação e pós-graduação no país. Com os cursos de inglês você fica pronto para alcançar uma alta pontuação em certificações como IELTS, Cambridge, TOEFL e TOEIC.

inglaterra-londres.jpgOs cursos técnicos (Further Education) são divididos em duas modalidades: Vocational Courses e Academic Courses. O primeiro é um tipo de curso preparatório para o mercado de trabalho, como de chef de cozinha. Já o segundo, é voltado para a área acadêmica e de pesquisas, com desenvolvimento de áreas analíticas e conhecimento teórico na área específica de estudo.

Como pré-requisito para cursos técnicos e de terceiro grau, é necessário ter pelo menos o segundo grau completo e inglês em nível avançado, com certificação.

Nestes cursos é possível trabalhar por 10 horas semanais enquanto estuda e por tempo integral no período de férias.

No caso dos cursos de línguas, não é necessário um nível mínimo de inglês para fazer o curso. Algumas instituições, como por exemplo de idiomas, oferecem um nivelamento para comprovar o nível de inglês do aluno e colocá-lo.

Para fazer uma graduação na Inglaterra, o primeiro passo também é ter uma certificação. Boa parte das universidades britânicas preferem o IELTS ou Cambridge. Você pode fazer a seguinte modalidade de cursos com a seguinte duração:

  • 1 ano – Certificado
  • 2 anos – Diploma
  • 3 a 4 anos - Graduação e Bacharelado
  • 2 semestres – Pós-graduação

Além de certificação de inglês, para cursos de pós-graduação, é necessário comprovar experiência na área escolhida e fazer testes de aptidão para ser aceito.

Oxford

inglaterra-universidade-oxford.jpgUm dos destinos preferidos para os estudantes é a Universidade de Oxford a mais antiga do Reino Unido e a melhor universidade de língua inglesa do mundo. Para atrair os melhores alunos, a Oxford oferece 120 bolsas anuais, com 90% a 100% de bolsa de estudos para que o aluno não precise trabalhar no país, nos casos de mestrado e doutorado.

Para conquistar essa bolsa, é mais fácil se o aluno tem mestrado ou outro curso em uma universidade americana ou europeia. Há casos em que mesmo com o mestrado no Brasil o aluno foi aceito, na primeira ou segunda tentativa.

Brasileiros em Londres

Não se surpreenda se você for para Londres e encontrar uma enorme comunidade brasileira. Estima-se que tenham mais de 200 mil imigrantes brasileiros na Inglaterra, sendo que boa parte deles se concentra em Londres.

Os distritos preferidos dos brasileiros são Bayswater, Stockwell e Brent. Por isso, nestes locais é comum encontrar pequenos negócios que lembrem muito nosso país, como cafés, restaurantes, salões de beleza e até advogados que atendem em português.

Onde ir em Londres

Além de estudar e conhecer o estilo de vida britânico, você não pode deixar de conhecer alguns pontos turísticos mundialmente famosos, como o relógio Big Ben, construído no século XIX, à beira do rio Tâmisa. Ele fica localizado no centro de Londres e tem uma arquitetura espetacular. O Big Ben é anexo ao Palácio de Westminster, a sede do parlamento britânico.

Outro ponto próximo ao Palácio é a London Eye, uma roda gigante, que dá a oportunidade de você ter uma bela vista do centro da cidade.

O Palácio de Buckingham também é encantador. A residência oficial da família britânica tem 775 quartos e é aberta ao público entre os meses de julho e setembro. No passeio você poderá ver alguns tesouros reais, porcelanas e alguns dos móveis mais sofisticados do mundo. Uma atração à parte é a troca da guarda, quando os soldados trocam de turno, diariamente às 11h30 da manhã.

A ponte Tower Bridge é mais um ícone de Londres, tem 42 metros de altura e foi considerada uma construção avançada para a época, quando inaugurada em 1894. É um passeio surpreendente que também proporciona uma vista linda de Londres.

inglaterra-tower-bridge.jpg

Curiosidades

Tem coisas que você só vai conhecer na Inglaterra quando realmente morar lá. Nathalia Fischer, do Blog Viajante Sem Fronteiras, apontou algumas diferenças:

  • Eles dirigem do lado esquerdo da rua;
  • Pubs fecham 23h e bares, no máximo, 2h da manhã;
  • Eles geralmente se cumprimentam com aperto de mão;
  • Os ingleses comem com o garfo na mão esquerda e a faca na direita;
  • É normal ver cachorros dentro dos estabelecimentos e transporte público;
  • Policiais andam desarmados;
  • É possível comprar um bom carro por 800 libras;
  • Em Londres as pessoas preferem andar a pé;
  • A moeda local não tem números, então é mais difícil de entender qual tem mais valor;
  • A água da torneira é potável, até mesmo em bares e restaurantes, onde servem água da torneira;
  • É muito comum ver esquilos durante o dia e raposas durante a noite na rua.

Download ebook grátis sobre intercâmbioVale a pena fazer intercâmbio em Londres?

Essa é sempre a dúvida que fica na cabeça de todo intercambista ao considerar algum destino. É um momento crucial, onde é preciso muita pesquisa e considerar pontos importantes de adaptação ao local.

A Inglaterra tem uma estrutura incrível de primeiro mundo, o inglês com o sotaque mais charmoso do planeta e uma história rica e fascinante. Ainda tem mais alguma dúvida se valerá a pena ou não ir pra Inglaterra?!

Se você é apaixonado pela diversidade cultural, pelo estilo de vida europeu, arquitetura moderna e antiga num mesmo lugar e todo o charme de viver pertinho da realeza inglesa... Então sem dúvidas valerá cada segundo da sua viagem à Inglaterra.


Conheça também outros ótimos destinos para intercâmbio:

 

Comentários